Atores e Atrizes Pessoas

Quem são os atores coreanos mais populares na Coreia do Sul e como conquistaram a fama – parte 1

A pedidos, aqui está a lista dos atores coreanos mais populares da Coreia do Sul, versão “Lista raiz”. Lembrando que eu posso ter deixado algum de fora, especialmente os mais novos, que ficaram conhecidos agora. Por isso, se gostarem, posso fazer a parte 2. Confira também a versão das atrizes mais populares.

@imjaebeoum

Hyun Bin (Rriôn Bim): O reizinho de Pousando no Amor é querido da Coreia do Sul há muito tempo. Ele foi galã nervosinho em Meu Nome é Kim Sam Soon e Secret Garden, mas bem antes disso ele já tinha talento para a coisa. Tudo começou por incentivo de um colega de escola e, após atuar em uma peça no colégio, ele encontrou sua vocação. Depois disso, ele foi abordado por um caça talentos, mas seus pais não apoiavam sua carreira, a menos que ele fosse aprovado em uma faculdade de artes. Ele foi aceito na Universidade Chung-Ang, onde fez peças e trabalhou na iluminação. A partir de então seus caminhos começaram a se abrir com facilidade. Seu primeiro papel foi em “Bodyguard” como secundário, mas logo chamou atenção da roteirista In Jung Ok, que elogiou sua aparência e o chamou para “Ireland”, um drama que pode não ter tido boa avaliação, mas os fãs adoraram. Desde então ele explodiu no país, chegando até a namorar a atriz Song Hye Kyo, um relacionamento que terminou em 2011. Em 2019, estrelou o dorama mais popular mundialmente, Pousando no Amor, e começou a namorar Son Ye Jin, seu par de cena. Para a alegria dos fãs, os dois se casaram em 2022.

@gimme-a-chocolate

Gong Yoo (Gon Iu): provavelmente uma das pessoas mais famosas e respeitadas da Coreia do Sul, por sua atuação apaixonante, carisma e humildade cativantes, além de ações humanitárias. O atorzão pode ter virado um querido das dorameiras por causa de Goblin, mas na Coreia ele sempre foi o suprassumo, com uma sequência de sucessos na carreira. Formado em teatro pela Universidade Kyung Hee nos anos 2000. Seu primeiro trabalho na indústria foi como VJ na Mnet. Em 2001, atuou em School 4 (Hoje temos o School 2015, 2017…). Em 2005, conseguiu seu primeiro trabalho de protagonista em Hello My Teacher, mas foi em 2007, com o Príncipe do Café (Coffee Prince) que sua carreira se transformou completamente. O dorama sobreviveu ao tempo e é querido até hoje. No ano seguinte, ele se alistou no exército e, quando voltou, protagonizou o sucesso de bilheteria Finding Mr. Destiny. Em 2011 protagonizou Silenced, baseado no livro O Crisol, que conta a história baseada em fatos de alunos surdos vítimas de agressões sexuais. O filme causou indignação público chegou a possibilitar a reabertura do caso, virando uma lei de combate a crimes sexuais contra menores e deficientes. Depois disso, ele fez Big, um dorama das irmãs Hong, e deu uma pausa de dois anos na carreira, quando voltou com O Suspeito e foi nomeado representante especial da UNICEF na Coreia, em 2013. Por causa da nomeação, ele viajou o mundo conscientizando sobre o tema. No ano seguinte, virou embaixador do Serviço Nacional de Impostos (NTS), que conscientiza sobre o pagamento dos tributos. Só em 2016 ele teve a carreira de ator retomada, primeiro com A Man and a Woman, depois Train to Busan (Invasão Zumbi, que até passou nos cinemas brasileiros e foi aclamadíssimo) e The Age of Shadows. Só sucesso. E para completar a sequência, o que veio depois? Isso mesmo, Goblin. Ufa, esse homem fez muita coisa! E olha que eu resumi… Tá bom pra você?

@swoonho

Song Joong Ki (Son Djunguí): O capitão Yoo Si Jin de Descendentes do Sol ficou famoso com o dorama Escândalo em Sungkyunkwan e também por ser da equipe inicial do programa de variedades e gincanas (tipo um Olimpíadas do Faustão mais diverso) Running Man. Nascido na zona rual de Daejon, ele competia em patinação artística, mas uma lesão o fez largar o esporte. Na escola, era um excelente aluno, ironicamente sendo aprovado em Administração na faculdade Sungkyunkwan, e por isso recusou o convite de um caça talentos a princípio, mas em seu terceiro ano, ele decidiu começar a entrar no mundo do Entretenimento, sem largar a faculdade, formando-se em 2002. Curiosamente, seu primeiro filme foi “A Flor Congelada”, um filme erótico de época, de 2008. Ele continuou com papéis pequenos (um deles, de um patinador) e participações em programas variados, como o Music Bank e o Quiz Korea (que até lhe rendeu uma capa de revista). Em 2011, estourou com Escândalo em Sungkyunkwan e, no ano seguinte, pegou papel principal de O Garoto Lobisomem (o filme passou no Brasil!). Para completar, após voltar do exército, em 2016, ele estrelou Descendentes do Sol e ganhou fama internacional. Ele chegou até mesmo a casar-se com seu par romântico, Song Hye Kyo, mas a relação não acabou bem. O ator entrou para o top 10 da lista da Forbes de pessoa mais poderosa da Coreia do Sul em 2013, 2017, 2018.

@dingyuxi

Kim Soo Hyun (Kim Surrión): Sem dúvidas, o meu favorito de todos e já fiz uma lista de seus trabalhos. Dos prêmios que já foi indicado, ele ganhou mais da metade. Não para menos ele é uma das celebridades mais caras da Coreia do Sul. Como ator, eu o considero completo, com uma entrega de verdadeira que faz com que você acredite no personagem, seja ele mocinho sofrido ou poderoso sexy. Ele começou a atuar na escola por incentivo de sua mãe para ajudar com a timidez, e encontrou sua vocação. Cursou a Universidade Chung-Ang e logo fez musicais (como Grease e Sonho de uma Noite de Verão). Seu primeiro papel na TV foi em Kimchi Cheese Smile em 2007, e já em 2009 atuou em Worst Friends, que ganhou prêmio de melhor filme. Ele foi apresentador do Boys & Girls Music Countdown e em 2010 já fechava contato de exclusividade com a KeyEast, ano no qual recebeu prêmio de Melhor Ator Estreante. Em 2011 atuou em Sonhe Alto (Dream High), um de seus papéis mais marcantes. Sua popularidade atingiu público internacional, mas foi com A Lua Que Abraça o Sol, quando entregou seu rei intenso e apaixonante, que a Coreia do Sul o abraçou e não soltou mais. Em 2013, estrelou o extremamente popular Meu Amor das Estrelas. Um menino de ouro, que esteve na lista da Forbes em 2015 (Só perdendo em popularidade para o EXO) e 2016. Em 2017, a primeira “falha” na carreira: o filme “Real”, de seu primo, foi um fracasso, mas os críticos o pouparam, dizendo que ele era a única ressalva. Depois disso, alistou-se no exército e retornou com participações em Hotel del Luna e Pousando no Amor, até protagonizar o melhor dorama de 2020, Tudo Bem Não Ser Normal.

@yesdramas

Lee Joon Gi (I djun guí): sua atuação é a mais visceral do mundo dos doramas, ele realmente é completamente entregue e vende muito bem qualquer personagem que faz. Podia facilmente chegar ao Oscar um dia! Sua fama começou após estrelar “The King and the Clown” (2005), papel que foi escolhido após o diretor vê-lo fazendo uma bananeira. Desde então, tornou-se um galã da Coreia e vem tentado trazer papéis que desconstruam um pouco isso (o que fica claro no papel de psicótico em Flor do Mal). No Brasil, ficou famoso por causa de Moonlovers, quando contracenou com IU. O ator tem vários filmes de época em seu currículo. Ele pratica artes marciais e, portanto, é considerado um dos atores mais famosos de ação.

@tereishqnachaya

Lee Byung Hun (I bión rrón): Que homem, senhor! Iris, Mr. Sunshine, Round 6, Amor e Outros Dramas… A lista é extensa no mundo dos doramas, mas o homem é internacional demais. Filho de um empresário bem sucedido, ele não queria ser ator, mas passou em um teste incentivado por um amigo e encantou corações desde 1992. Porém, foi só em 2000, no filme americano Zona de Risco, que ele explodiu em sucesso. Seu nome foi parar na lista da Forbes de pessoa mais poderosa da Coreia do Sul em 2010. Junto com o Ahn Sung Ki, foi um dos primeiros ator sul-coreano a entregar um Óscar (ele é membro da Academy) e a deixar suas mãos gravadas no pátio do Teatro Chinês de Hollywood, nos EUA. O mundo veio a conhecê-lo melhor em Round 6, mas nos EUA ele já interpretava filmes de ação como G.I. Joe e Red2, ao lado de Bruce Willis. Além de ator, ele também tem uma agência de talentos, a BH Entertainment, que administra atores como o Jinyoung do GOT7. Na vida pessoal, chegou a namorar a Song Hye Kyo e a casar-se com Lee Min Jung, com quem tem filhos.

Ahn Sung Ki (Ahn Són Guí): os dorameiros de hoje podem até não conhecê-lo, mas ele foi popular da sua estreia como criança, nos anos 60, até agora. Imagina uma popularidade que dura décadas? Sua carreira tem mais de 100 filmes, e ele é, sem dúvidas um dos atores mais respeitados do continente. Com o Lee Byung Hun, foi um dos primeiros a deixar suas mãos gravadas no pátio do Teatro Chinês de Hollywood, nos EUA. É co-presidente do Festival Internacional de Filmes de Busan e membro da Associação de Produtores de Filmes Coreanos. Ele também foi escolhido como representante da UNICEF por saber falar vários idiomas. Em 2008, recebeu o Nikkei Asia Prize, prêmio japonês que reconhece pessoas que melhoraram a vida das pessoas na Ásia. “Só” isso, gente!

Lee Seung Gi: Astro em Odisseia Coreana, Gu Family Book, entrou para a lista da forbes de pessoa mais poderosa da Coreia do Sul repetidas vezes (nos anos de 2010, 2011, 2012, 2015 e 2022). Começando como cantor, foi atuar em 2004 em uma sitcom e depois entrou de vez na carreira, logo ganhando prêmios e chamando a atenção em Minha Namorada É uma Gumiho. Em 2007 começou a carreia de apresentador, envolvido em projetos de muito sucesso como Produce 48, da Mnet, e O Jogo de Detetive, da Netflix, sendo, enfim, um dos rostos mais conhecidos dos coreanos.

Lee Jung Jae: o protagonista de Round 6 é um dos galãs mais aclamados da Coreia. Ele estreou como modelo, mas quatro anos após sua estreia como ator em 1994, sua carreira deu uma guinada. Em 2010, ele protagonizou A Criada, um thriller erótico premiado em Cannes, depois fez um dos filmes nacionais mais vistos, The Thieves. Em 2019 veio a série até então mais vista da Netflix que o fez brilhar internacionalmente e vencer diversos prêmios que entrariam para a história (entre eles o SAG) com Squid Game, para a qual foi escalado para contrastar com sua imagem carismática (não adiantou, hein? Nós acabmos nos afeiçoando pelo protagonista). Em 2022 ele estreou na direção e a carreira anda cada vez melhor. Fora dos palcos, ele se aventurou em uma rede de restaurantes italianos chamada Il Mare.

Lee Minho (I Minô): esta lista seria uma heresia sem o Minho. É seguro dizer que suas obras fazem sucesso automaticamente quando ele está no elenco, mesmo se não terminarem bem. O rosto de Lee Min Ho vale ouro e ele é responsável por boa parte da onda Hallyu coreana, já que é o primeiro amor coreano de quase todo dorameiro. Ele queria se tornar jogador de futebol profissional, mas uma lesão destruiu esse sonho e o fez começar a atuar na escola. A carreira profissional começou em 2002, sob o nome artístico “Lee Min”, pois seu nome de nascimento era considerado muito comum. Foi em 2009 que despontou como um dos maiores galãs das novelas coreanas com o remake coreano de Garotos Antes de Flores, um clássico dos clássicos. Depois disso, foi protagonista de tantos outros, fazendo par romântico com os maiores nomes da época (como Personal Taste com a Son Ye Jin), refinando sua atuação aos poucos. Atualmente, sua carreira é administrada por sua irmã mais velha, CEO da agência MYM Entertainment.

Kim Woo Bin (Quim UBim): Por muito tempo, Woo Bin foi o maior galã da Coreia, até virando referência (é dele o nome que o Ceifador de Goblin pega emprestado como referência de homem, por exemplo). Seus trabalhos foram interrompidos porque ele teve câncer de nasofaringe e isso o fez pausar sua carreira, mas ele voltou para o mundo dos doramas em Amor, e Outros Dramas, ao lado da namorada, Shin Min A (embora os dois não contracenem). Modelo de passarela desde 2009, sua fama explodiu em 2013, por causa de Herdeiros (no qual Lee Minho era protagonista) e School 2013.

Park Seo Jun (Pák Sô Djun): Park Seo Joon é um ator e apresentador sul-coreano. … Seu debut no entretenimento foi em 2011, no clipe “I Remember”. Além de ter feito participação no vencedor coreano do Oscar, Parasita, foi convidado para ser um herói em Capitão Marvel 2, fazendo com que seu nome se espalhe muito além dos fãs de doramas. Versátil, faz desde comédias românticas deliciosas (como em O que Há de Errado Secretária Kim), até séries mais dramáticos (Itaewon Class).

Jo Jung Suk (Djo Djon sók): Um dos médicos de Hospital Playlist. O baixinho simpático entrou na lista da Fobes colocado no top 10 em 2017. Começou sua carreira nos teatros e é muito famoso no mundo dos musicais, mas nos doramas iniciou dez anos depois e explodiu em popularidade no filme Arquitetura 101. Ele é casado com a cantora famosa por OSTs de dorama, Gummy, com quem tem uma filha.

A lista ficou imensa e eu nem citei Choi Min Sik, Park Bo Gum e o Lee dong Wook. Vou deixar para uma parte 2. Até mais! Também devo fazer algum dia uma segunda parte com os “oppas da nova geração”, que são basicamente os famosinhos da Netflix e no Instagram hoje em dia.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: