9 doramas que falam de traumas e questões psicológicas

Aproveitando o clima de “Tudo bem Não ser Normal” (Pyscho, but It’s Okay), vamos falar sobre outros dramas coreanos psicológicos? Que a maioria dos personagens das séries coreanas têm algum trauma não é novidade, mas alguns não só usam a questão psicológica para compor um traço do personagem como trazem um desenvolvimento legal por trás dela, além de algumas vezes trazendo representativa para quem sofre dessas condições. Se lembrar de mais algum, comente aqui embaixo! (Observação: este texto não é baseado em uma opinião científica, mas do ponto de vista narrativo).

Fobia de aranha e cabos (O que Houve com a Secretária Kim)

A protagonista possui fobia de aranha, um tipo de medo bastante comum, mas, aqui, foi bem desenvolvida, trazendo começo, meio e fim. O protagonista principal além de aparentar traços narcisistas também sofre com um trauma do passado muito conectado com a trama.

Contato físico, TOC e mais… (It’s Okay That’s Love)

Esse dorama é um prato cheio para vários tipos de condições mentais, começando pela protagonista que tem fobia de contato físico. O mocinho também sofre de TOC e tem um pé no narcisismo. Todo o elenco de apoio possui algum tipo de distúrbio e é tratado com muita sensibilidade. Confira aqui a resenha.

Fobia social, pânico e fotofobia (K2)

Anna, a mocinha vivida por Yoona, do SNSD, é fotofóbica. As luzes remetem a um trauma de seu passado que lhe dá ataques de pânico. Ela passa grande parte do dorama trancada em casa, desenvolvendo uma severa fobia social. Por mais que a personagem seja bastante criticada por parte da audiência pela atuação, senti seus momentos de ataques de pânico bem representados.

Transtorno de múltipla personalidade (Kill Me Heal me)

Ji Sung dá um espetáculo fazendo com que você acredite realmente que há várias personalidades habitando aquele corpo. Um salve para a adorável Yoona, a colegial que ama um oppa e me fez assistir esse drama por causa de um trailer. Vale a pena assistir pois toda a trama gira em torno do motivo pelo qual essas personalidade surgiram, além da descoberta gradual de todas elas.

Hidrofobia (School 2015)

A protagonista vivida por Kim So Hyun tem um trauma que lhe gerou fobia de água. Esse medo tem tudo a ver com a história, que é uma trama escolar misteriosa que tenta desvendar as memórias perdidas da personagem.

Transtorno de personalidade antissocial (Itaewon Class)

Antes de Ko Moon Young existir, Yi Seo detinha o posto de personagem feminina mais “atrevida” e diferente de todas. Isso porque ela é apresentada como alguém com personalidade antissocial e faz o que lhe dá vontade. Bastante polêmica e geradora de discussões na internet (parte da audiência a detesta), sua força é tanta que odiá-la ou não vai impactar no quanto você gosta do drama. Confira a resenha.

Transtorno de personalidade antissocial e muito mais (Tudo Bem Não Ser Normal)

Tendo o protagonista como um funcionário de um hospital psiquiátrico, é esperado que “It’s Okay to Not Be Okay” tenha vários pacientes com condições mentais, mas a beleza deste drama é tratar a “loucura” do que é “considerado normal” e a beleza exclusiva do que é diferente. Ko Moon Young é uma personagem antissocial bastante peculiar, que brilha, evolui, ensina e aprende por seu jeitinho, mas todo o elenco é tratado com imenso respeito, a começar pelo irmão de Gang-tae, que tem autismo. Além disso, todos os pacientes recebem algum grau de desenvolvimento. Um dos melhores dramas que já foram feitos, uma verdadeira terapia televisiva.

Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT) – Just Between Lovers (2018)

Uma série belíssima que retrata os sobreviventes de uma tragédia verídica sobre um shopping que desabou na Coreia. Todos enfrentam fases do Transtorno de Estresse Pós Traumático e passam a trama toda tentando superar as sequelas e as perdas.

Prosopagnosia – (Holo, My Love)

Um trauma faz com que a protagonista de Holo não consiga distinguir rostos, que é basicamente a plot resumida de Holo, Meu Amor. A história gira em torno disso e já é uma das tramas novas favoritas dos dorameiros. Confira nossa primeira impressão.

Um comentário em “9 doramas que falam de traumas e questões psicológicas

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: