Absolute Boyfriend (2019): primeiras impressões do kdrama de robô

“My Absolute Boyfriend” (2019) é um drama coreano baseado no mangá Zettai Kareshi, estrelado por Bang Minah (do Girl’s Day), Yeo Jin Goo e Hong Jong Hyun.

CONFIRA A RESENHA COMPLETA AQUI

A série japonesa sobre uma garota que desistiu do amor que encontra um robô programado para ser o namorado perfeito já ganhou outras versões live action e essa repaginada da SBS estreou em maio de 2019 no VIKI. Serão 40 episódios de 35 minutos, ou seja, cerca de 20 episódios comuns.

Assisti aos primeiros e já senti o forte clima de mangá shoujo: muita comédia, doçura, clima leve e focado em momentos absurdos. Da Da (Bang Minah) é uma maquiadora de efeitos especiais que secretamente namora um ator famoso (Hong Jong Hyun) há sete anos. Ele não tem coragem de apresentá-la publicamente como sua namorada e, após uma confusão digna de Sessão da Tarde, o caso acaba em um coração partido com uma cena bastante constrangedora para ela.

Após a desilusão, ela acaba encontrando um manequim realista e o ativa com um beijo acidental, descobrindo que ele é um robô (Yeo Jin Goo) programado para ser o namorado perfeito. 009 é escondido por seu criador, que acabou criando afeição e não gostaria que ele tivesse o mesmo fim trágico que sua antecessora ao parar nas mãos da jovem rica e mimada Diana (Hong Seo Young).

Não há muito o que se esperar dessa história já bastante conhecida além de muita fofura, um robô se descobrindo humano e uma humana se apaixonando por um robô, para no fim um deles acabar quebrando. Resta saber se o kdrama também seguirá o destino triste do mangá.

O que já reparei durante os primeiros quatro episódios é que temos vários elementos clássicos dos doramas mais antigos, principalmente dos japoneses: comédia escrachada (momentos ilógicos para serem propositalmente engraçados, como quedas, textos exagerados e situações absurdas), romance água com açúcar (o namorado perfeito aprendeu assistindo a filmes clássicos de comédia romântica e está lá para satisfazer todos os clichês no gênero), vilões estereotipados (como cientistas malvados, personagens femininas más e egoístas), triângulos amorosos com opostos extremos (a mocinha atrapalhada com o cara mauzinho e o príncipe), lutinhas e momentos surreais.

O material de base foi lançado em 2003 (no Brasil, em 2006) e essa adaptação segue a mesma sensação da época, inclusive com algumas atuações fraquinhas, com reações atrasadas, e figurino estranho.

Proposital ou não, passa longe da sensação verossímil de “I’m Not a Robot” (2017) ou “Are You Human Too” (2018), pelo menos em suas premissas. A comparação é inevitável e me pergunto se é uma escolha sensata que “My Absolute Boyfriend”, já adaptado em 2008 no Japão e depois em 2015 na Tailândia, siga essa linha tão bobinha após dois títulos com robôs tão fortes e populares (pelo menos no exterior). Veremos pelo andamento da série, mas por enquanto é um entretenimento leve, de acordo com a classificação (13 anos). Pretendo ver pelo Hong Jong Hyun, de forma despretensiosa.

Curiosidades

Song Ji Hyo e Chun Jung Myung foram convidados inicialmente para interpretar os protagonistas, mas recusaram os papéis.

Bang Minah é do grupo Girl’s Day e está tentando carreira como atriz. Ela já atuou em outras comédias desse tipo, como Beautiful Gong Shim (2016) e Sweet, Savage Family (2015).

Yeo Jin Goo tem ótimos trabalhos no currículo, tendo destaque como ator mirim no famoso Moon Embracing the Sun (2012), Orange Marmalade (2015) e, mais recentemente, Crowned Clown (2019).

Hong Jong Hyun esteve recentemente em Mother of Mine (2019) e no filme Again, Spring (2019), mas é conhecido por seu trabalho como o príncipe malvado no excelente Moon Lovers Scarlet Heart: Ryeo (2016) e o guarda do rei em The King in Love (2017). Além disso, ele protagonizou uma série de episódios de “We Got Married” com Yura, também do Girl’s Day.

4 comentários em “Absolute Boyfriend (2019): primeiras impressões do kdrama de robô

Adicione o seu

  1. Terminei de assitir hoje em prantos. Meu olho está mega inchado kkkkkkk….
    Mas a pergunta que não quer se calar. Vai ter segunda temporada? Tem que ter!!!!

    ALERTA SPOILER

    A mão dele se mexeu, como a série pode terminar assim?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: