[Resenha] Re:Mind – dorama da Netflix só para fãs de Hinatazaka46

Re:Mind (2017) é um dorama japonês de mistério que foi exibido na TV Tokyo e entrou para o catálogo da Netflix. O elenco é composto por cantoras integrantes do girlgroup Hinatazaka46.

A premissa de Re:Mind é bem interessante: 12 garotas do ensino médio acordam sentadas à mesa de jantar de uma sala vitoriana. Elas não se lembram como chegaram nesse local e seus pés estão presos por cadeados. Tudo que elas podem fazer é analisar a disposição de objetos na sala, instigadas por uma frase de livro e, conforme associam a decoração com fatos de suas vidas, elas percebem que o mistério deve estar em torno de uma de suas colegas de sala.

O conceito é baseado em um conto do autor Ernest Hemingway chamado “Cada Isso Nos Lembra um Aquilo” ( “I Guess Everything Reminds You of Something”, frase repetida exaustivamente em cada episódio). O conto retrata a relação de um pai e seu filho, revivendo um momento de suas vidas e tentando entender em que ponto o filho foi corrompido.

I guess everything reminds you of something

O elenco é todo composto por meninas do Hiragana Keyakizaka46, um idol group japonês que estrelou em 2015, irmão do Nogizaka46 e é bastante popular no país. Recomendo única e exclusivamente se você for fã de J-POP, especialmente se quiser ver estas meninas na tela: Mirei Sasaki, Sarina Ushio, Mei Higashimura, Ayaka Takamoto, Kyoko Saito, Kumi Sasaki, Shiho Kato, Yuuka Kageyama, Mao Iguchi, Mana Takase, Memi Kakizaki e Miho Watanabe.

Vamos exaltar esta pessoa chamada Kyoko Saito

Entre as 12 personagens, talvez só 2 sejam interessantes o bastante para querer assistir à série: Mirei, a inteligente, e a Kyoko, a pavio curto (e talvez mais sensata do lugar). Mirei e Kyoko atuam de forma razoável e possuem carisma suficiente para entreter durante os episódios, mas como cada uma delas desaparece em cada episódio, vai se tornando mais difícil de assistir conforme as outras personagens vão ganhando destaque.

Os primeiros episódios entretém, porque você quer descobrir o motivo de as meninas estarem naquele local, mas você precisa desligar um pouco o senso de realidade para aproveitar um pouco mais. Mesmo assim, a medida que passa, mais e mais elementos vão complicando a história, mas não de uma forma positiva. É possível aceitar bastante fantasia naquele sequestro coletivo, mas essa credibilidade vai se esvaindo conforme novas pessoas e motivações são envolvidas naquela trama. A trilha sonora e as atuações combinadas também não ajudam a querer acompanhar até o final, que não existe. Há muitas pontas soltas que não recompensam o espectador e há uma falta de consistência nas pistas dadas para que seja possível montar um quadro fora da tela.

Resumindo: recomendo somente para fãs do grupo e para quem quer usar séries para estudar japonês. Caso você seja muito fã de mistérios, em especial aqueles de quarto fechado, pode se divertir bastante, mas você precisa estar preparado para atuações ruins e uma trama inconsistente.

Drama: Re: Mind (“Re:Lembrar”)
Romanização: Re: Mind
Direção: Akira Uchikata, Yusuke Ishida, Yusuke Koroyasu
Roteiro: Yoshimiko Murooka, Hiroshi Tanaka, Daisuke Hosaka
Emissora: TV Tokyo, Netflix
Episódios: 13
Lançamento: 13 de outubro de 2017 (Netflix) / 19 de outubro de 2017 (TV Tokyo), exibido às sextas (Netflix) e às quintas, à 01:00-01:30 (TV Tokyo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: