O K2: cinco motivos para maratonar o dorama

O K2 é um daquele doramas que todo mundo conhece, mas tem preguiça de assistir. Porém, basta ver o primeiro episódio explosivo e a curiosidade vem com força. Com 16 episódios atualmente disponíveis em várias plataformas de streaming (como Viki e Netflix), foi exibido em 2016, produzido pelo Studio Dragon, criado no mesmo ano. Confira abaixo cinco motivos para colocar o k-drama na lista.

Trilha sonora

A trilha sonora é belíssima, trazendo um pouco de música lírica e sacra, com muitas instrumentais em quarteto de cordas e melodias de ação muito marcantes (~A GA GA SHI GA GA). Lembra trilha de anime épico de magia.

O romance é muito fofo, mas não é o principal

Se você procura um casal cuti-cuti com um toque de heroísmo “mocinho-salva-mocinha”, K2 é pra você. Se você só quer umas cenas de ação e uma trama política, também. Tem para todos os gostos. Particularmente, achei equilibrado e outras quatro pessoas que viram comigo também. É um bom meio-termo entre trama adulta de suspense e gotinhas de romance.

Narrativa maratonável

É um desses dramas viciantes cheio de reviravoltas e personagens sagazes. Todo final de episódio tem um cliffhanger que te deixa muito curioso. Deve ter sido incrível acompanhar semana a semana, mas agora que está completo, é um drama ótimo para maratonar, porque quando está quase cansando, eles resolvem conflitos e criam outros tão interessantes quanto.

Personagens complexos

Um dos pontos altos são os personagens com várias facetas. Yoojin, por exemplo, é um demônio para a maioria das pessoas, mas é uma mulher batalhadora e muito protetora com quem gosta. A atriz, Song Yoona, dá um show com sua anti-heroína, que muitas vezes nos deixa com raiva, mas às vezes dá pena e dá até para entender. O mesmo pode-se dizer do pai de Anna, interpretado pelo Cho Seong Ha. Basicamente, ninguém é um santo, nem mesmo o protagonista, que tem seus grandes defeitos de personalidade.

Protagonistas

Se você não é fã do Ji Chang Wook, vai virar. Além de charmosão, lindão e ótimo nas coreografias de luta, ele tem um carisma muito forte nas telas, um apelo muito forte e uma atuação convincente. Já a mocinha é ninguém menos do que a Yoona do Girl’s Generation. Todo SONE que se preze precisa assistir à transformação dessa personagem – que, aliás, foi um dos poucos dramas que vi tratar bem sobre ataques de pânico.

O final para mim só tem uma cena muito absurda que eu gostaria de esquecer, mas todos esses outros motivos tornam a série divertida do começo ao fim, sendo até recomendada para quem nunca viu um kdrama. O que você achou?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: